Dura apenas 2 minutos: técnica eficaz para corrigir desvios e eliminar dores na coluna


 

A má postura da coluna pode causar problemas sérios e muita dor.
Neste post, ensinaremos como corrigir desvios de forma simples e rápida.
Antes, é importante entender que a espinha (ou coluna vertebral) é formada por uma série de ossos e vértebras que são empilhados um em cima do outro.
Assim, há quatro regiões: cervical (pescoço), que é formada por sete vértebras cervicais; – torácica (tronco), com doze vértebras; lombar (cintura), com cinco vértebras; sacral (região do quadril), com cinco  vértebras.
A função da coluna cervical é sustentar o peso da cabeça.
Essa área tem maior amplitude de movimentos, já que tem a função de se mover com o crânio.
Em forma de anel, estas vértebras são as menores e são conhecidas como “atlas”.
A cada lado há uma saliência que as ajuda a suportar o peso da cabeça.
A curva do pescoço é chamada de curva de lordose, e assemelha-se a um "C" no sentido inverso.
Por outro lado, a coluna torácica tem a função de proteger os órgãos que ficam na região do tórax, como os pulmões e o coração.
Essa caixa torácica é formada por 12 vértebras com uma nervura ligada a cada lado.
Diferentemente da coluna cervical, a caixa torácica não faz tantos movimentos.
A espinha lombar contém 5 vértebras lombares, que são maiores do que a caixa torácica, por exemplo, e que estão alinhadas num formato de “C”, como a coluna cervical, formando uma lordose lombar normal.
Essas vértebras possuem maior diâmetro e suportam todo o peso da coluna vertebral.
Agora que você tem maior conhecimento sobre sua coluna, vamos ensinar um exercício para corrigir desvios e eliminar dores na região lombar.
É um ótimo exercício da ioga.
A gente conseguiu um vídeo para facilitar a sua compreensão sobre o modo de fazer o exercício.

Assista e, logo abaixo, leia nossa explicação.

  1. Deite-se no chão com a barriga para cima, dobrando os joelhos e permitindo que os pés fiquem firmes no solo.
  2. Respire fundo, sentindo como a coluna pode ser influenciada pelo movimento da respiração.
  3. Calce uma faixa no pé direito e vá levantando a perna lentamente, o máximo que puder, sem tirar o pé esquerdo do solo.
  4. Segure a faixa por algum tempo e depois vá inclinando, devagar, a perna para frente, mas não solte a faixa.
  5. Deixe nesta posição por 5 minutos e depois troque de perna.

Importante: converse com seu médico antes de fazer este exercício.

Ele é excelente, mas é importante o profissional que acompanha você estar ciente da atividade.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

FONTE: CURA PELA NATUREZA

LEIA MAIS IMPRIMIR ou SALVAR COMPARTILHAR ou SALVAR SALVAR PDF